Compartilhe
Ir em baixo
Admin
Mensagens : 113
Data de inscrição : 15/08/2018
Ver perfil do usuáriohttp://sisuniversity.forumeiros.com

Capítulo 10 : Identidade Cultural

em Qui Ago 16, 2018 8:47 pm
Capítulo 10 : Identidade Cultural


Identidade cultural
O conceito de identidade cultural refere-se à construção identitária do sujeito em
relação ao seu contexto cultural.

A profissão tem grande influência na construção identitária de algumas pessoas
A identidade cultural ainda é bastante discutida dentro dos círculos teóricos das
Ciências Sociais em face de sua complexidade. Entre as possíveis formas de
entendimento da ideia de identidade cultural, exitem duas concepções distintas
que devemos destacar dentro dos estudos sociológicos mais recentes. Essas
concepções de identidade são brevemente explicadas por Anthony Giddens,
sociólogo britânico, e nos ajudarão a entender melhor esse conceito.

Conceito de cultura

Antes de falarmos sobre os diferentes conceitos de identidade cultural, devemos
esclarecer primeiro a ideia geral de cultura e de identidade. A noção de cultura
faz alusão às características socialmente herdadas e aprendidas que os
indivíduos adquirem a partir de seu convívio social. Entre essas características,
estão a língua, a culinária, o jeito de se vestir, as crenças religiosas, normas e
valores. Esses traços culturais possuem influência direta sobre a construção de
nossas identidades, uma vez que elas constituem grande parte do conjunto de
atributos que formam o contexto comum entre os indivíduos de uma mesma
sociedade e são parte fundamental da comunicação e da cooperação entre os
sujeitos.

Conceito de identidade

O conceito de identidade refere-se a uma parte mais individual do sujeito social,
mas que ainda assim é totalmente dependente do âmbito comum e da
convivência social. De forma geral, entende-se por identidade aquilo que se
relaciona com o conjunto de entendimentos que uma pessoa possui sobre si
mesma e sobre tudo aquilo que lhe é significativo. Esse entendimento é
construído a partir de determinadas fontes de significado que são construídas
socialmente, como o gênero, nacionalidade ou classe social, e que passam a ser
usadas pelos indivíduos como plataforma de construção de sua identidade.

Dentro desse conceito de identidade, há duas distinções importantes que
devemos entender antes de prosseguirmos. A teoria sociológica distingue duas
apreensões: a identidade social e a autoidentidade. A identidade social refere-se
às características atribuídas a um indivíduo pelos outros, o que serve como uma
espécie de categorização realizada pelos demais indivíduos para identificar o que
uma pessoa em particular é. Portanto, o título profissional de médico, por
exemplo, quando atribuído a um sujeito, possui uma série de qualidades
predefinidas no contexto social que são atribuídas aos indivíduos que exercem
essa profissão. A partir disso, o sujeito posiciona-se e é posicionado em seu
âmbito social em relação a outros indivíduos que partilham dos mesmos atributos.
O conceito de autoidentidade (ou a identidade pessoal) refere-se à formulação de
um sentido único que atribuímos a nós mesmos e à nossa relação individual que
desenvolvemos com o restante do mundo. A escola teórica do “interacionismo
simbólico” é o principal ponto de apoio para essa ideia, já que parte da noção de
que é diante da interação entre o indivíduo e o mundo exterior que surge a
formação de um sentido de “si mesmo”. Esse diálogo entre mundo interior do
indivíduo e mundo exterior da sociedade molda a identidade do sujeito que se
forma a partir de suas escolhas no decorrer de sua vida.

Identidade cultural

Por fim, podemos estabelecer, diante do que já foi esclarecido, que o conceito de
identidade cultural faz alusão à construção identitária de cada indivíduo em seu
contexto cultural. Em outras palavras, a identidade cultural está relacionada com
a forma como vemos o mundo exterior e como nos posicionamos em relação a
ele. Esse processo é continuo e perpétuo, o que significa que a identidade de um
sujeito está sempre sujeita a mudanças. Nesse sentido, a identidade cultural
preenche os espaços de mediação entre o mundo “interior” e o mundo “exterior”,
entre o mundo pessoal e o mundo público. Nesse processo, ao mesmo tempo
que projetamos nossas particularidades sobre o mundo exterior (ações individuais
de vontade ou desejo particular), também internalizamos o mundo exterior
(normas, valores, língua...). É nessa relação que construímos nossas identidades.
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum